Curso de cerveja artesanal reúne colaboradores na Fermentec

Um curso de cerveja artesanal foi realizado na Fermentec nos dias 29 e 30 de setembro. Ministrado por Alexandre Godoy, Camila Carazzato e Rafael Basso, o curso foi exclusivo para os colaboradores da Fermentec e contou com uma introdução histórica desde a descoberta ao acaso da cerveja e toda sua evolução até os dias de hoje. Depois foi passada toda a teoria do processo de produção da cerveja, da preparação do grão ao envase da bebida.

curso de cerveja artesanal Fermentec Alexandre Godoy

Alexandre Godoy contou a história da cerveja e falou sobre os ingredientes para a fabricação da bebida

curso de cerveja artesanal Fermentec participantes

Curso foi realizado em um dos laboratórios da Fermentec para os colaboradores

No segundo dia, chegou o momento de vivenciar e acompanhar cada etapa de produção de uma legítima cerveja artesanal “As cervejarias contam com processos automatizados, mas aqui mostramos o processo da forma o mais artesanal possível para os colaboradores perceberem o que é feito a cada passo. A ideia é oferecer esse curso também ao público externo da Fermentec”, afirmou o vice-presidente da Fermentec, Henrique Amorim Neto.

curso de cerveja artesanal Fermentec malte e trigo

Adição do trigo e do malte no início do processo de produção da cerveja

No curso foram produzidos 20 litros de cerveja estilo Weiss utilizando trigo maltado e malte Munich. O primeiro passo foi fazer a mostura, que é uma espécie de “fervura” do trigo e do malte (a temperatura máxima da água chega a 78 graus, por isso ela não chega a ferver). A temperatura é elevada gradualmente e as enzimas vão agindo para quebrar o amido, que serão transformados em açúcar para a fermentação. Depois é feita toda a filtração e lavagem da mostura para absorver o açúcar residual e obter o máximo aproveitamento possível da matéria-prima.

curso de cerveja artesanal Fermentec filtracao e lavagem

Etapa de lavagem para aproveitar o máximo do açúcar do trigo e do malte

Terminada esta etapa, chega o momento de adicionar o lúpulo. Primeiro é feita a adição do lúpulo do amargor e, após uma uma hora de fervura, é acrescentado o lúpulo do aroma. Para remover as partículas sólidas que sobraram na etapa anterior é feito o whirpool, ou seja, mexer o líquido de forma circular para formar o redemoinho, que vai decantar os sólidos residuais.

curso de cerveja artesanal Fermentec lupulo

Após a adição do lúpulo mosto ferve por uma hora antes das etapas do resfriamento e da fermentação

Para encerrar a primeira fase da preparação, o mosto passa pelo resfriamento e está pronto para receber as leveduras que farão a fermentação, a transformação do açúcar em álcool, gás carbônico e outros compostos que vão conferir sabor e aroma à cerveja. Depois de passar quatro dias fermentando, a cerveja passará pela maturação, período em que fica armazenada em baixas temperaturas que variam entre 0  e 4 graus para o refinamento do sabor. Esta cerveja vai maturar por dois meses, mas esse período varia de acordo com cada processo de fabricação e, finalmente, receberá o gás e será envasada para consumo e ser saboreada por seus apreciadores.

Curiosidades sobre a cerveja:

- Surgiu há mais de 6 mil anos A.C., antes do vinho, e ao acaso. Cevada ou pão foram deixados em vasos e, em contato com a umidade, passaram por uma fermentação natural. As pessoas que beberam aquela mistura se sentiram alegres e eufóricas;

- Na antiguidade eram as mulheres que produziam cerveja;

- Foi uma mulher que descobriu a utilidade do lúpulo na cerveja, a freira Hildegard von Bingen (1098-1179);

- Os sumérios, povo que vivia na antiga Mesopotâmia, descobriram a escrita e um dos motivos foi para guardar as receitas de cerveja;

- As primeiras versões do ar condicionado foram desenvolvidas para refrigerar e conservar a cerveja.

Esta entrada foi publicada em Cursos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>