Fermentec e AgTech Garage: parceria amplia potencial tecnológico

A Fermentec firmou parceria com a AgTech Garage, principal hub de inteligência e conexão entre startups e grandes empresa focado no seguimento Agro brasileiro. A AgTech Garage protagonizou iniciativas importantes para o ecossistema de startups e empreendedorismo do Agronegócio, como o AgTech Valley, movimento que reconhece e potencializa a região de Piracicaba como uma espécie de Vale do Silício para Agricultura e o “1º Censo AgTech Startups Brasil” publicado junto com a ESALQ/USP, entre outras iniciativas.  O objetivo da parceria com a AgTech Garage é a aproximação com as startups que tenham sinergia com os negócios da Fermentec.

Henrique Amorim Neto, vice-presidente da Fermentec, e o Chief Ecosystem Officer da AgTechGarage, José Tomé

Pioneira no desenvolvimento e na difusão de tecnologias para a produção de bioenergia e açúcar, a Fermentec sempre atuou lado a lado com centros de pesquisa e universidades do Brasil e do exterior buscando sempre a pesquisa aplicada, ou seja, trazer a ciência para dentro das empresas para gerar novos produtos, serviços e resultados. Essas parcerias permitiram o desenvolvimento de soluções revolucionárias para a produção de etanol, como a utilização de leveduras selecionadas na fermentação alcoólica por meio das análises da cariotipagem e do DNA mitocondrial, cromatografia para medir o rendimento da fermentação e também o balanço de açúcar de toda a usina, dentre outras tecnologias que estão presentes nas maiores e mais competitivas usinas do Brasil.

Seguindo esta direção, que conduziu seu trabalho ao longo de seus 40 anos, a Fermentec agora caminha junto com as startups, empresas pequenas, mas que são altamente tecnológicas e desafiam as grandes corporações em um cenário de transformação chamado de a Quarta Revolução Industrial “O que estamos vivendo é uma nova Revolução Industrial e quem não se adaptar ao ritmo do dinamismo das startups e dos avanços tecnológicos vai perder espaço”, afirma o vice-presidente da Fermentec, Henrique Amorim Neto.

As mudanças que estão impactando a indústria automotiva, saúde, educação, entre tantos outros setores, também chegaram com força ao agronegócio. Portanto, o investimento em qualificação para a automatização de processos, de interpretação de dados, de precisão nas medições, é e será primordial e a sinergia com as startups vai contribuir de forma decisiva “essa integração vai potencializar ainda mais as nossas inovações e o resultado será as soluções chegando mais rápido aos nossos clientes de forma rápida, eficaz e simples”, ressalta Amorim Neto.

Esta entrada foi publicada em Por dentro da tecnologia e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>