SCiFer Fermentec 9 anos: facilitando a transferência de tecnologia

O Simpósio Científico Interno da Fermentec, SCiFer, chegou em 2019 à sua nona edição reunindo as principais pesquisas desenvolvidas ao longo do ano. Como afirmou Dinailson de Campos na abertura do encontro, o SCiFer é o DNA da Fermentec, onde é discutido todo o resultado da pesquisa, da busca e das descobertas repassado para os clientes de forma facilitada. No SCiFer, os colaboradores da Fermentec, de todas as áreas, se reúnem para conferir as apresentações das pesquisas que estão em desenvolvimento ou que já foram implantadas com sucesso. O objetivo é sempre oferecer o máximo de informações para as equipes, o que tem impacto direto na qualidade do atendimento às usinas e destilarias.

Colaboradores participam do SCiFer da Fermentec

Transferência de tecnologia

No SCiFer foram apresentados os primeiros resultados do GAOA, a inteligência artificial da Fermentec, na prática. Foram feitas análises estatísticas e de boletins da safra 2018/19 da Usina da Pedra e os primeiros resultados foram muito promissores: em 49 dias, as informações em tempo real geradas pelo algoritmo do GAOA permitiram uma redução de custos de R$ cinco mil por dia e um aumento de 125 mil litros de etanol produzidos.

Já Murilo Vilela apresentou o resultado de um trabalho feito em uma usina que aumentou o mix para açúcar em uma usina entre 10 e 15%. A estratégia adotada foi implantar um projeto de duas massas e meia para otimizar o uso de vapor e a agitação das massas nos cozedores. Esse estudo de caso demonstrou que com investimentos mínimos é possível aumentar a produção, mas que a transferência de tecnologia só funciona quando a equipe segue à risca às orientações da consultoria para o sucesso nos resultados.

Também foram apresentadas outras inovações da Fermentec para o desenvolvimento do bioplástico, coleta de amostra de açúcar na esteira, perfil de leveduras geneticamente modificadas, metagenômica de bactérias, entre tantos outros assuntos.

O presidente da Fermentec, Henrique Amorim Neto, encerrou o SCiFer destacando as parcerias que são feitas com empresas, usinas e universidades, que permitem o desenvolvimento de suas pesquisas que, em alguns casos, não únicas no mundo. Henrique Neto afirmou que todo o trabalho é feito pensando em otimizar o processo e a mão-de-obra de todos os seus clientes e o SCiFer é o momento de renovar esse compromisso.

Esta entrada foi publicada em Eventos e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>