O Programa de Açúcar Eficiente e Seguro – P.A.E.S. ® SOLENIS*

Introdução

O açúcar é alimento. Portanto, todos os cuidados devem ser tomados desde a recepção da cana-de-açúcar utilizada como matéria prima até o armazenamento e, desta forma, ao consumidor final.

A rastreabilidade de toda a cadeia produtiva é de fundamental importância para garantir total segurança no preparo desta matéria prima, e em todas as etapas de produção que a envolvem.

Para a garantia de um alto nível de qualidade e produtividade do açúcar produzido, é importante a manutenção de programas rigorosos dos diversos itens de especificação do açúcar, tais como as aplicações diretas de conceitos de G.M.P. (Boas Práticas de Fabricação), HACCP (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle, e metodologias conceituadas na gestão de qualidade, tais como, o MASP (Metodologia de Análise e Solução de Problemas) e PDCA (Planejar, Fazer, Checar e Agir).

Desta forma, a SOLENIS desenvolveu uma ferramenta importantíssima para suportar as usinas do Brasil e do mundo, investindo em pesquisa, tecnologia e na criação de soluções no segmento, de tal forma que nossos clientes possam produzir cada vez mais açúcar em quantidade e, principalmente, na qualidade. Portanto, para usinas que produzem açúcar cristal branco, VHP, VVHP, refinado e outras formas de apresentação, o P.A.E.S.® é uma plataforma que envolve Produtos Químicos e Aplicações Monitoradas, visando entregar a melhor relação custo-benefício, proporcionando savings com impacto em qualidade, produtividade e sustentabilidade.

Metodologia

Basicamente o P.A.E.S.® é um programa que incorpora os planos de ação os quais devem ser utilizados para a condução de processos de fabricação do açúcar eficiente, o qual visa garantir a qualidade e a produtividade industrial. Este programa envolve pessoas, prazos, objetivos, metas e resultados, estabelecendo onde se pode chegar à partir das informações obtidas através de reuniões técnicas com os envolvidos em todas as etapas do processo de fabricação do açúcar. Estas ações planejadas são vistas como um mecanismo para, em determinadas situações, mudar ou quebrar paradigmas, das condições atuais para as condições pretendidas.

Esta metodologia visa controlar e gerar resultados precisos nas atividades da fábrica de açúcar, desde a etapa da extração da cana-de-açúcar (moendas ou difusores), passando pelo processo de clarificação do caldo (etapa fundamental para a garantia da qualidade do açúcar final), evaporação do caldo (etapa crítica para a manutenção do vapor gerado na usina), cristalização da sacarose, e na gestão de utilidades (água, vapor e energia).

Planejamento

Como temos conhecimento, alguns dos diferentes tipos de açúcares produzidos e ofertados no mercado procuram seguir os princípios da qualidade e, quando aplicamos o P.A.E.S.®, a usina passa a ser monitorada de forma constante, nas etapas principais do processo industrial, as quais estão direta ou indiretamente relacionadas com a qualidade e produtividade da fábrica.

Quando falamos em Cor ICUMSA, talvez o principal item de caracterização da qualidade do açúcar, e com impacto para produtos acabados, que tem na sua cor ou transparência, o que o diferencia do mercado, principalmente para a produção de refrigerantes, bebidas alcoólicas amargas, sorvetes, fármacos, balas, entre outros, falamos. Assim, a eliminação de compostos coloridos ou precursores de cor é um desafio para o P.A.E.S.®, principalmente na coagulação e clarificação primária, onde os compostos orgânicos e inorgânicos que fazem parte da composição da cana-de-açúcar são preparados para serem devidamente sedimentados na clarificação secundária, através da formação de flocos bem definidos nos decantadores de caldo.

É de conhecimento do setor sucroenergético que a colheita mecanizada é uma realidade, a qual interfere muito na qualidade da cana-de-açúcar à ser processada na usina, onde o aumento de impurezas vegetais e minerais implicam em maiores teores de amido, compostos fenólicos, ácido aconítico e outros compostos.

O P.A.E.S.® bem dimensionado, pode proporcionar à fábrica de açúcar operar com níveis de amido bem reduzidos, em função da atividade enzimática da alfa-amilase utilizada no programa de tratamento, fazendo com que uma boa parte do amido possa ser removido no processo de tratamento do caldo, evitando que ele se deposite no interior dos cristais de açúcar.

Os resíduos insolúveis, caracterizados como: partículas minúsculas de bagaço, sílica, sais minerais, gomas, entre outros, os quais interferem diretamente por análises sensoriais pela língua (balas, sorvetes, doces), ou visualmente (licores, refrigerantes, isotônicos), criam uma imagem de um produto acabado de má qualidade, porém, com a aplicação do P.A.E.S.® dimensionando de forma adequada os polímeros utilizados nas etapas de coagulação e floculação, nas etapas de sedimentação e filtração do lodo gerado nos decantadores, auxilia o processo de clarificação do caldo na máxima eliminação destes componentes.

Através do P.A.E.S.® devidamente implementado no processo de clarificação do caldo,o ajuste fino do tratamento da matéria prima para os processos de evaporação e cristalização da sacarose, o caldo clarificado, é polido através da utilização de inibidores de incrustações, o qual potencializa a eficiência dos equipamentos utilizados na geração de vapor vegetal (evaporadores de caldo), mantendo sua eficiência energética ao máximo possível e, com maior campanha operacional, a qual proporciona economia de vapor de aquecimento, favorecendo o aumento da geração de energia elétrica, com substancial redução na economia de bagaço.

Na etapa de cristalização da sacarose, o P.A.E.S.® fornece à fábrica de açúcar, soluções químicas para a redução da viscosidade das massas, méis e xarope utilizados no cozimento, onde é visível o aumento da recuperação de açúcar, com ganhos em produtividade de açúcar (sc açúcar/ton cana), aumento na velocidade de cristalização da sacarose (cozimentos mais rápidos), e redução significativa do consumo de água nas centrífugas.

*Conteúdo patrocinado pela empresa Solenis

Esta entrada foi publicada em Webmeeting Fermentec e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>